Antônio Royer ajudou no progresso de Itapiranga

28 de março de 20140

Itapiranga, no extremo Oeste de Santa Catarina, perdeu um dos cidadãos mais conhecidos da comunidade. Antônio Francisco Royer morreu no dia 18 de março, aos 82 anos, vítima de atrofia cerebral após ter ficado internado por 11 dias no Hospital Sagrada Família.

Nascido no dia 7 de outubro de 1931 em uma família de agricultores, seguiu o legado familiar até 1969, quando fundou uma empresa no ramo de funilaria e que posteriormente mudou para o ramo de metalurgia, que existe até os dias atuais, deixando para os filhos a incumbência de continuar a administração.

Uma pessoa engajada nas obras sociais, que trabalhou como voluntário na fundação do Colégio Municipal, da igreja e do hospital de Itapiranga. Fundou o Sindicato dos Trabalhadores da Agropecuária e a Cooperativa Agropecuária de Itapiranga, onde também atuou na presidência. Foi conselheiro administrativo da igreja matriz.

Não bastasse tudo isso, também fundou o CTG Itapiranga. Royer amava cavalos e bailes. Foi ainda presidente do Clube Kollping, lugar no qual a comunidade se reunia para jogar bocha e fazer bailes. Atento aos movimentos políticos da comunidade, Antônio Royer também era membro ativo do PMDB do município.

Homem devoto a Deus, toda semana frequentava as missas. Fez diversos amigos durante a vida e os conservou participando ativamente do Grupo da Terceira Idade. Também era apaixonado por futebol. Torcedor do Esporte Clube Cometa, sempre procurava assistir a todos os jogos.

Também gostava de reunir os oito filhos aos domingos para o almoço e uma boa conversa. Avô amoroso para os 15 netos e três bisnetos, era brincalhão e estava sempre com um sorriso aberto. Será lembrado pelo caráter ímpar, integridade e sinceridade.

Segundo relatos dos familiares, Antônio Royer foi um pai exemplar, tendo ensinado aos filhos o valor do respeito ao próximo. O sepultamento ocorreu no Cemitério Municipal de Itapiranga.

Este é um orgulho para a familia ROYER.